Artigos

iocb

(11) 5538-0011

O que é

O ombro é a articulação do corpo que possui a maior amplitude de movimento e rotação, e é composto por três ossos: escápula (também conhecida como omoplata), clavícula e úmero.  Em uma das extremidades da escápula está a glenoide, responsável por articular a escápula ao úmero (protegidos por cartilagem). Já a união dos quatro tendões, denominada manguito rotador, envolve a cabeça do úmero. Além disso, o ombro também é sustentado por músculos.

As patologias do ombro ocorrem quando há fraturas, lesões, desgastes, luxações e outros tipos de alterações envolvendo a região. Dentre as principais doenças do ombro, estão:

Artrose do ombro

A artrose é uma alteração da cartilagem que protege os ossos, causando inflamação degenerativa nas articulações da região. Com o desgaste gerado pela artrose do ombro, o dano também se estende aos ligamentos e às articulações causando dor, inchaço e rigidez. As causas da artrose do ombro envolvem degeneração da articulação, traumatismo por queda ou impacto intenso, ou até quadros de artrose reumatoide crônica.

A artrose do ombro é detectada com exames de raio-x e, apesar de ser uma doença que não tem cura, o tratamento feito com fisioterapia e medicamentos faz com que o paciente possa levar uma vida mais saudável.

Capsulite Adesiva (Ombro Congelado)

A capsulite adesiva, popularmente chamada de ombro congelado, ocorre quando a cápsula articular do ombro inflama, causando espessamento e rigidez na região. A doença é mais comum após os 50 anos e atinge em maior número pacientes mulheres.

Os sintomas da capsulite adesiva envolvem dor, consequente da inflamação e incapacidade de movimentar o ombro, por isso o nome 'ombro congelado'.

O diagnóstico da capsulite adesiva é feita por meio de exames físicos e de imagem, já o tratamento é feito com medicamentos, infiltração, fisioterapia e, apenas nos casos mais graves, com cirurgia.

Fratura do Ombro

A fratura do ombro pode acontecer em qualquer um dos três ossos que formam a articulação: escápula, clavícula e úmero. Causada por quedas ou impactos de grande intensidade, como acidentes de carro, a fratura do ombro causa hematomas, dor, inchaço e rigidez no ombro e no braço. O tratamento é feito por meio de imobilização e uso de analgésicos para a redução da dor, seguidos de fisioterapia. Apenas nos casos mais graves é realizada a intervenção cirúrgica.

Instabilidade Glenoumeral

A instabilidade glenoumeral ocorre quando o úmero perde o contato com a glenoide, causando instabilidades como a luxação de ombro, ou deslocamento de ombro. As causas relacionadas à instabilidade glenoumeral envolvem traumas durante a prática de esportes, grandes impactos e quedas. O paciente terá sintomas como a instabilidade do ombro, dor no ombro, hematomas e dificuldade ou incapacidade de movimentar o braço.  

Para identificar a instabilidade glenoumeral, o médico irá realizar exames físicos e de imagem. No tratamento o paciente pode ter o ombro 'colocado no lugar' por manobra de redução de ombro, ter o ombro imobilizado, passar por sessões de fisioterapia, ou intervenção cirúrgica, caso necessário.

Lesão do Manguito Rotador

A união de quatro tendões, denominada manguito rotador, envolve a cabeça do úmero. A lesão do manguito rotador ocorre quando há rompimento dos tendões, seja por trauma ou por processo degenerativo.  É do manguito rotador a função de estabilizar os movimentos do ombro, e uma lesão mais grave no local pode originar uma artrose, se não diagnosticada e tratada imediatamente. 

Os sintomas envolvem dor e dificuldade de movimentar a região do ombro e levantar o braço lesionado. A lesão do manguito rotador é diagnosticada por meio de exames de imagem, como a ressonância magnética e a ultrassonografia. 

O tratamento para lesão do manguito rotador envolve o uso de medicamentos e fisioterapia para o fortalecimento dos tendões não lesionados. Já a cirurgia é realizada apenas em casos nos quais todos os tendões do manguito rotador foram lesionados.

Luxação do Ombro

A luxação do ombro é um deslocamento da articulação, que costuma ser mais comum em jovens e pessoas que praticam esportes que exigem da rotação do ombro. As luxações do ombro estão divididas em dois grupos: luxações traumáticas e luxações não traumáticas. Os sintomas envolvem instabilidade do ombro, dor no ombro, hematomas, dificuldade ou incapacidade de movimentar o braço, e ombro fora do lugar. 
Normalmente o paciente que sofreu luxação do ombro percebe imediatamente o ombro fora do lugar e deve ser orientando por um ortopedista. O médico irá pedir exames de raio-x e ressonância magnética para avaliar se há lesões nos tecidos moles, tendões e ligamentos, ou se há algum fragmento de osso que precise ser extraído. 

O tratamento para o ombro deslocado envolve as seguintes etapas: redução, imobilização, cirurgia e fisioterapia. O que não significa que todos os pacientes que tiveram o ombro deslocado precisem passar por todas elas.

Lesão SLAP

A lesão do lábio superior (SLAP) acontece quando há um descolamento da parte superior do lábio, local onde está o tendão do bíceps, isso gera um desgaste do lábio durante os movimentos de rotação. Para diagnosticar os quadros de lesão SLAP, realiza-se a ressonância magnética. O tratamento para lesão SLAP envolve exercícios de alongamento e fortalecimento da região afetada. Apenas em casos nos quais há lesão no bíceps, ou o lábio superior está com alto grau de lesão é que se realiza a cirurgia para correção, denominada tenodese do bíceps.  

Síndrome do Impacto

A síndrome do impacto é uma doença que comprime o tendão do músculo supra-espinhal quando o paciente eleva os braços, depois retornado à posição original. Os pacientes mais atingidos pela síndrome do impacto são aqueles que trabalham com os braços erguidos acima da altura do ombro. 

As causas da síndrome do impacto são traumáticas, ou relacionadas a quadros de artrose. O paciente que sofre com a doença irá sentir dor e rigidez no ombro, além de dificuldade de realizar movimentos amplos com o braço, resultado da inflamação no local.  

Para identificar um quadro de síndrome do impacto, o médico irá realizar exames de imagem como a ressonância magnética e a ultrassonografia. 

O tratamento envolve o uso de medicamentos, fisioterapia, infiltração, e nos casos de lesão completa do tendão, cirurgia de reconstrução.

Mais Informações

Ao sentir qualquer tipo de dor no ombro, a primeira medida é consultar um médico ortopedista: ele irá pedir os exames necessários para o diagnóstico e irá recomendar o tratamento mais adequado para cada caso. Evite qualquer tipo de automedicação.

Responsável Técnico

Dr. Paulo Facciolla Kertzman
CRM: 57.367
Ortopedia e Traumatologia

Endereço

R. Dr. Jesuíno Maciel, 1610
Campo Belo – São Paulo (SP)
CEP 04615-004

Tel: (11) 5538-0011

Horário de funcionamento

Segundas às Sextas-feiras: 8h00 às 19h00
Sábados: 8h00 às 13h00*

*Verifique disponibilidade