Artigos

iocb

(11) 5538-0011

 

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a dor nas costas é reclamação de 80% da população do mundo. Dentre as principais doenças da coluna vertebral estão:  hérnia de disco, artrose e desequilíbrios musculares. .

A hérnia de disco é caracterizada pelo deslocamento posterior do disco intervertebral, em direção ao canal medular ou forames radiculares. A estrutura básica da coluna vertebral é formada pelo conjunto dos corpos vertebrais (osso)  e discos intervertebrais (localizados entre as vértebras). Os discos são formados por um anel fibroso e por um núcleo pulposo. O disco intervertebral tem a função de amortecer e concentrar os impactos que a coluna sofre todos os dias.

Portanto, a hérnia de disco se dá quando um disco vertebral sai do lugar, comprimindo outras estruturas. As regiões da coluna com maior probabilidade de desenvolver uma hérnia de disco são a cervical (localizadas no pescoço) e a lombar.

Uma hérnia de disco ou hérnia discal, como é comumente chamada por especialistas, pode comprimir nervos e gerar bastante incômodo, como dormência ou fraqueza nos braços e na perna, além de dor nas costas.

Grupo de risco

Muitas podem ser as causas da hérnia de disco, além da predisposição  genética, alguns outros fatores relacionados são:

- Má postura;

- Obesidade;

- Sedentarismo;

- Tabagismo.

Levando em consideração que a coluna segura o peso do corpo, quem faz esforço físico inadequado, como carregar peso em excesso, também pode ter os discos comprometidos e ser acometido pela doença. Portanto, profissões que requerem esforço e pessoas que praticam atividades físicas de alto impacto e que envolvam movimentos bruscos, precisam estar sempre assistidas por um preparador físico ou médico especialista para que isso não afete a saúde da coluna.

Normalmente, a doença acomete pessoas entre 30 e 55 anos.

Tipos de hérnia de disco

As hérnias disco são classificadas de acordo com sua localização na coluna:

Hérnia de disco cervical: é marcada por dores na região do pescoço, ombros, braços, cotovelos e mãos.

Hérnia de disco lombar: o paciente sente dores na parte inferior da coluna, que pode irradiar para as pernas e os pés.

Hérnia de disco torácica (muito menos comum!): causa perda de força nas pernas e dor no tórax, e pode ser irradiada para as costelas.

Sintomas

Muitas pessoas podem ter uma hérnia de disco e serem completamente assintomáticas. Isso depende da localização e tamanho da hérnia.

Entretanto, os sintomas típicos da doença são dores com padrão de irradiação para os membros superiores ( nas cervicais) e para os membros inferiores ( nas lombares), além de dor para movimentos da coluna especialmente os de flexão ( dobrar para frente).

Diagnóstico

O primeiro passo para quem sofre com os sintomas da hérnia de disco é procurar um médico especializado em coluna ou um ortopedista. A suspeita diagnóstica é clínica: existem testes específicos para identificar possíveis hérnias nas diferentes localidades. Posteriormente, poderão ser solicitados alguns exames para auxiliar no diagnóstico correto, dentre eles: o Raio X, a tomografia, a eletromiografia e a ressonância magnética.

Tratamento

Geralmente, o primeiro passo para o tratamento é um período de repouso com medicamentos para controle da dor.  Logo em seguida, costuma ser recomendado a fisioterapia, que costuma ser bastante eficaz para pacientes com hérnia de disco e traz resultados e melhoras em poucas semanas.

Alguns casos mais específicos podem incluir tratamentos mais peculiares com injeções de esteroides, radiofrequência ou até mesmo cirurgia. Porém, apenas um especialista pode dizer a melhor forma de abordar cada caso.

Responsável Técnico

Dr. Paulo Facciolla Kertzman
CRM: 57.367
Ortopedia e Traumatologia

Endereço

R. Dr. Jesuíno Maciel, 1610
Campo Belo – São Paulo (SP)
CEP 04615-004

Tel: (11) 5538-0011

Horário de funcionamento

Segundas às Sextas-feiras: 8h00 às 19h00
Sábados: 8h00 às 13h00*

*Verifique disponibilidade